28.11.10

EDIÇÃO ESPECIAL!

BULLYING,  Não tem a menor graça!


Bullying é uma agressão deliberada de ordem psicológica, emocional e/ou física, feita à uma pessoa. Pode ser feita por uma pessoa ou por um grupo e, ser física - bater, chutar, socar e assim por diante; ou verbal - ameaças, xingamentos, calúnias, difamações ou desconsiderações. Os famosos apelidinhos indesejados vistos e centrados nas escolas.

O Bullying é um caso serio e merece nossa atenção, por exemplo como você explicaria a uma criança sobre isso?, você pode explicar dizendo que o bullying acontece quando alguém é machucado ou tem seus sentimentos feridos. Alguns exemplos devem ser: bater, morder, chutar, puxar os cabelos, arrancar brinquedos ou dizer coisas más como "você é burro", "você é gordo(a)" ou "você é feio(a)".
O bullying é diferente das provocações normais, brincadeiras agressivas ou brigas no pátio da escola, de duas formas:
1) quase sempre envolve um desequilíbrio de tamanho, força e poder entre as crianças envolvidas e
2) os incidentes são contínuos.

Isso não significa que não hajam incidentes isolados de bullying mas, geralmente, os incidentes nocivos de bullying ocorrem repetidamente e são tão persistentes que a vítima não tem tempo de se recuperar de um episódio de bullying antes de passar por outro.

Uma matéria realizada pela Globo comunidade DF, mostra a preocupação dos educadores referente a isso e quais medidas estão sendo tomadas, click no link abaixo e confira a Edição,vale a pena conferir essa matéria:

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1290384-7823-ESTUDANTES+FALAM+SOBRE+EXPERIENCIAS+DE+BULLYING,00.html

 Destaca-se que o bullying começa por crianças nas fases da pré-escola e o primário tendo forte consequência no ensino fundamental e talvez se acarretando para o ensino médio.

Como sei se meu filho está sofrendo bullying?

Se seu filho está sofrendo de bullying você pode notar os seguintes sinais. Seu filho:
• Tem hematomas, cortes, arranhões, roupas rasgadas sem explicação e queixas sobre não se sentir bem;
• Sua relutância em ir para a escola ou pedidos para mudar de escola;
• Tem livro, dinheiro, lanche ou seus pertences roubados, danificados, espalhados ou 'perdidos'';
• Dá desculpas para evitar ir à escola ou insiste que você o/a leve mesmo que vocês morem próximos a escola;
• Não dorme bem ou molha a cama;
• Pede frequentemente dinheiro;
• Passa por uma queda de desempenho repentina e inexplicável de seus deveres escolares;
• Não participa de atividades escolares/ não tem amigos/ fica próximo ao professor durante os intervalos;
• Parece ansioso, inseguro, aflito, infeliz, triste, reservado ou tem mudanças de humor e parece mais zangado do que o normal;
• Alega estar 'bem' quando é questionado sobre sua óbvia infelicidade;
• Parece ter baixa autoestima;
• Fica infeliz no fim dos finais de semana ou férias escolares;
• Tem poucos amigos e não tem amigos na sala de aula, não é convidado para festas de aniversário ou para outras atividades sociais;
• Parece que seu grupo de colegas o/a provoca ou ri dele/dela.


Claro, crianças podem ter alguns desses sintomas mesmo sem sofrer bullying mas, se um grande número desses sinais são apresentados com o passar do tempo, é sábio considerar o bullying como a causa.

O tema gerou várias discussões devido a alguns números de suicídios de jovens, além de influenciar na criação de filmes e peças de teatro, um dos filmes que aborda esse tema é o "Bang, Bang, Você Morreu", baseado na peça de teatro de William Mastrosimone, “Bang, Bang, You’re Dead“, de 1999. Você pode verificar cenas do filme no youtube pelo link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=EuqstnDYDR4

Oriente-se, o bullying pode levar uma criança a Morte!

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto Pedagoga, acredito que as discriminações, preconceitos estão presentes na sociedade. A escola, que não está apartada da sociedade, enfrenta estes desafios. É preciso trabalhar para que outras possibilidades de ser sejam valorizadas, para que as diferenças sejam respeitadas, seja na escola ou fora dela, porque o Bullying parece partir de uma não aceitação do outro. A educação realmente transforma, não só a educação construída na escola, mas a de casa, a de outros espaços não escolares, através dela é possível melhora este quadro de violência psicológica e física.

    ResponderExcluir
  3. Eu acreditoo que há desequilibriu psicologico nas mentes dos jovens que praticam o bullying, no entanto talvez esses jovens que agredem outros jovens por palavras e ações tenha sofrido traumas psicologicos na infância, o que não é disculpa para fazerem isso! agora mais do que nunca o bulliyng está virando uma epdemia do seculo 21,pode haver solução? Acredito que sim, mais não basta só uma pessoa se concientizar disso,Enfim nada esta perdido!


    por:Lily Vieira

    ResponderExcluir
  4. eu tambem acho que isso e contralei,mas vo dizer algo eu nunca sofri mas se sofrer vou sempre lembrar;nunca deixade lutar pela realidade nao deixa ninghuem vaguear seus pensamentos siga seu caminho com fofo ou objetivo viver a vida sem bullyng ou preconceito;;

    ResponderExcluir

Se é Arte, é Categóricos!