29.4.11

Intolerância, a liberdade disse Adeus! PARTE 3

Etnia, a liberdade se vence com guerra?

Raça e etnia não podem ser comparadas como iguais. Etnia tende a compreender fatores culturais como nacionalidade e tradições, enquanto Raça se define apenas por fatores morfológicos, como cor de pele, constituição física, estatura, traço facial, etc. Portanto uma etnia ou um grupo étnico é uma comunidade humana definida por afinidades linguísticas e culturais e semelhanças genéticas. Estas comunidades geralmente reivindicam para si uma estrutura social, política e um território.


Conflitos armados étnicos são marcas cravadas na história que  abrangem diferentes grupos raciais, como negros e brancos nos Estados Unidos e África do Sul causado pela segregação racial e o "apartheid", Católicos e protestantes ou inclusive entre grupos da mesma ideologia religiosa, porém com divisões como o caso do massacre na Ruanda entre os hutus e tutsis.

A extrema violência direta ou indiretamente em conflitos étnicos pelo mundo é a arma principal, mas é no oriente médio que encontramos quase que diariamente relatos de conflitos étnicos, como a disputa sangrenta do Hamas e o Fatah pela Faixa de gaza:

2005- Primeiro-ministro Ariel Sharon executou um plano de retirada de todos os 8 mil colonos israelenses da Faixa de Gaza, bem como as tropas que os protegiam. O plano também previa que Israel continuaria a controlar o espaço aéreo de Gaza, seu mar territorial e todas as passagens de fronteira. Em setembro, a retirada israelense foi concluída.
2006-A situação na Faixa de Gaza começou a se deteriorar depois que o Hamas venceu as eleições legislativas palestinas, obtendo 76 das 132 cadeiras do Parlamento Palestino.
2007 - Profundas divergências políticas entre o presidente Mahmoud Abbas da Autoridade Nacional Palestina, pertencente ao Fatah, e o primeiro-ministro, Ismail Haniyeh, do Hamas, resultam em violentos confrontos entre militantes das duas facções rivais na Faixa de Gaza, com um grande número de mortos e feridos.

Guerra por território - questão abordada e interpretada pela banda Sepultura na música que leva este nome:
http://www.youtube.com/watch?v=Q_WHGV5bejk&feature=fvwrel

Um artigo apresentado pelo jornal de debates da UOL mostrou uma nota poética sobre essa tendência étnica intitulada “A Rosa de Cairo”:

“Porque existem poetas em diversas partes do mundo? Porque o homem se apaixona em qualquer lugar do mundo? porque o homem cria em qualquer lugar do mundo? porque o conflito se faz em toda parte do mundo? porque o homem chama por Deus em qualquer momento do mundo?
Talvez porque o homem seja homem em qualquer parte do mundo?
O que o homem talvez não saiba, ou não deseje saber, é que ele se repete em qualquer lugar do mundo!
O homem é homem em qualquer metro quadrado neste mundo, com seus amores, suas paixões, seus segredos, anseios, suas aspirações, políticas e seus Deuses!
Então porque o homem julgá-se diferente do outro em muitos momentos, como melhor, como superior?


É com essa reflexão que encerramos essa edição, esperamos que esta série tenha ampliado muitas margens de como você percebe as pessoas a sua volta, que possa ter possibilitado e continue possibilitando a sua formulação de conceitos sobre aqueles que chamamos de ‘os outros’.


Aedição

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!