5.5.11

Pais & Filhos

A convivência de prazer e medo!

  
 Segundo dados do site RenasceBrasil  nos últimos anos, a sociedade brasileira entrou no grupo das sociedades mais violentas do mundo. Hoje, um dos altíssimos índices no país é de violência familiar (aquelas praticadas no próprio lar), a pergunta então é: por que o ambiente familiar que deveria ser de proteção está virando palco de terríveis casos de violência?

    Essa semana o tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo recalculou a pena aplicada a Alexandre Alves Nardoni, acusado de matar a própria filha, Isabella, aos 5 anos. Por unanimidade, desembargadores corrigiram o tempo de prisão dele de 31 anos, 1 mês e 10 dias para 30 anos, 2 meses e 20 dias. O de Ana Carolina Jatobá, madrasta da menina, foi mantido: 26 anos e 8 meses. Eles negaram, entretanto, o pedido para que o julgamento de 2010 fosse anulado.

   Outro caso foi de uma mãe na zona oeste de São Paulo acusada de espancar a Filha adolescente, a doméstica alega que filha é problemática e diálogar só não adiantou.

Será que valores familiares se perderam? Onde realmente está o erro?

T.V.??? INTERNET??? AMIGOS???ESTRESSE???AUSÊNCIA???


   A psicóloga Flávia Leão Fernandes explica que  a experiência de vida e o amor dos pais pelos filhos são fatores importantes para o bom relacionamento familiar. Compete aos pais facilitar esse relacionamento com flexibilidade e espírito jovial. Educar com liberdade e ensinar a administrá-la com responsabilidade é a melhor forma para desenvolver a confiança e consolidar a amizade entre pais e filhos.
    Alguns conflitos são inevitáveis, mas muitos podem ser solucionados com um bom diálogo e respeito mútuo. A comunicação entre pais e filhos exige escutar atentamente, livre expressão de sentimentos e busca ativa de entendimento mediante negociação e compromisso. Não é fácil desenvolver a habilidade de comunicação, mas trabalhar para isso produz recompensas imediatas e em longo prazo.
    Ela ainda comenta que a forma de comunicação tem um impacto muito grande na saúde física e mental dos membros da família, pois influência na maneira como as pessoas lidam com as emoções. Pode afetar as atitudes, a auto-estima e a reação a situações estressantes. Se o prazer do relacionamento afetivo saudável for substituído por conflitos sem solução adequada, a família será sem dúvida infeliz.
   Atualmente, um dos maiores conflitos entre pais e filhos se dá no aspecto material. O pai e a mãe que não dedicam muito tempo e atenção aos filhos, acabam tentando compensar sua ausência com recompensas materiais. Esses pais desconhecem que as crianças não desenvolvem suas relações apenas em termos de tempo, mas também pela forma como se desenvolvem essas relações.

O AVM  pergunta:
 Qual a sua opinião sobre o aumento da violência familiar? participe com seu cometário

7 comentários:

  1. Um ótimo texto e digno de um debate maduro e coeso. Também acho que os valores fundamentais e éticos que envolvem a família e os relacionamentos estão em crises e num estado de caos. Acho que primeiro aponto o fato de as pessoas estarem afastadas de Deus, e obviamente, não terem um norte espititual para seguir, consequentemente, esse vazio é preenchido com sentimentos malígnos e vis. Outro fator também é que estamos perdendo a noção de relacionamento, respeito pelos mais velhos, desrespeito pelas autoridades, enfim, é tanta coisa envolvida que levaria um bom tempo para citar aqui como causa para esse pandemônio todo que está acontecendo atualmente no mundo.

    Ótimo texto, parabéns e abração pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Vaniria21:08

    muitos não entendem que é um problema que vem da criação dos proprios pais que muitas vezes é passada de geração após geração, por comportamentos de uma cultura machista de educação adotada pelas familias.

    ResponderExcluir
  3. Julio queiroz21:09

    A resposta esta na biblia em 2 timotio 3:1-5 mas para os pais cristãos basta seguir os conselhos de Jeová para os pais, que esse problema não refletira em suas vidas

    ResponderExcluir
  4. Claudia21:10

    não... infelizmente essa é a realidade, como a biblia deixa bem clado, o amor se esfriaria pai mandando filho, filho matando pai

    ResponderExcluir
  5. MUito obrigada por estar seguindo meu blog. Não achei como seguir o teu. Será que estou ficando cega?
    Volto com mais calma.
    Grande abraço.

    Humoremconto
    http://anaceciliaromeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. João menezes14:00

    "Pais e filhos estão isolados entre si, devido ao trabalho que fazem ter horario diferente entre si, televisão, horas na frente de um micro, não tomão refeições juntos e devido a diversão degradante e violenta tem a tendencia de serem beligerantes contribuindo pela violencia domestica" (joão menezes)

    ResponderExcluir
  7. isso geralmente aconteçe quando os pais entre si ja perdem o respeito um pelo outro e na infançia as crianças vendo brigas dentro casa falta de amor ou até mesmo carinho por elas crescem revoltadas e começam a praticar o mesmo ato que os pais assimm vai passando geração após geração.

    ResponderExcluir

Se é Arte, é Categóricos!