9.6.11

Cidade Underground

Olá pessoalmente, apartir de hoje suas quintas-feiras terão mais vida e muito mais som. Apresentarei a vocês uma coluna sempre com informações e curiosidades do mundo da música, tudo que você espera e todas as surpresas desse universo de melodias com matérias super discontraídas, entrevistas, novidades e os vários pormenores que transformam a música num ser sensacional.

Eu sou Lily Vieira e ao lado da Miukha te deixaremos antenado na Cidade Underground!! 

O Rio de Janeiro vem dando uma forte contribuição para a renovação do rock nacional. Os cariocas da banda Ramirez são um exemplo de roqueiros que têm conseguindo grande destaque dentro da nova cena. Com um rock simples, um pouco retrô, a banda agrega cada vez mais fãs, não só no Rio, mas em todo o Brasil. Prova disso é a existência de um grande fã-clube em São Paulo.

Formado por Thiago Pedalino (voz e guitarra), Rafael Cosme (guitarra e voz), Frank Dias (baixo e voz) e Matheus de Giacomo (bateria), o Ramirez destacou-se na última edição do festival Humaitá Pra Peixe, no Rio, e venceu o Prêmio Claro de Música Independente na categoria Revelação. Agora, já apontado como um grupo promissor, o quarteto lança seu álbum de estréia, intitulado simplesmente Ramirez, pela gravadora Performance Be Records, com distribuição da Universal Music.

“Nossa intenção é conseguir continuar viajando e fazendo shows pelo Brasil”, resume o guitarrista Rafael.

Uma das curiosidades sobre o Ramirez é o nome da banda, que foi escolhido por causa de um amigo dos rapazes.

“O Thiago e o Frank moravam em Minas Gerais, mesmo sendo cariocas. Um dia eles tinham uma apresentação para fazer. Daí resolveram chamar a dupla de Ramirez, apelido de um amigo nosso. O nome ficou e depois entramos eu e o baixista”, entrega Rafael.

Como nem tudo são flores na vida de um grupo de rock, o quarteto sofreu com as comparações feitas por críticos e por parte do público, que acham o estilo do Ramirez uma imitação dos conterrâneos do Los Hermanos.

“Não acho que tenhamos semelhanças com eles. Quem faz este tipo de comparação não conhece nem o nosso trabalho nem o deles”, dispara Rafael.


Novos reis do iê-iê-iê
O som do Ramirez pode até lembrar o dos Hermanos, mas também traz grandes influências dos pioneiros do rock nacional.

“Procuramos misturar o rock atual com o estilo do Roberto Carlos e da Jovem Guarda”, conta o guitarrista.

Influenciados também por bandas internacionais como Weezer e Beatles, o Ramirez realmente aderiu ao iê-iê-iê. Músicas como Te Esquecer e Vem Me Abraçar dão bem o clima que inspirou o grupo.


Uma ótima pedida pra quem procura um som diferenciado. Fica a dica nessa quinta de muita chuva e frio!!


Fiquem com Deus e sintam a Cidade em Movimento !  Lily

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!