29.6.11

Questão de Notícia

por Dedé Vieira

MERCADO DE TRABALHO

  QUAIS OS REAIS CRITÉRIOS NA HORA DE ESCOLHER UM ESTUDANTE: O CONTEÚDO OU O NOME DA UNIVERSIDADE EM QUE ELE ESTUDA OU ESTUDOU?


    No Brasil o número de universitários cresceu numa escala bastante favorável nos últimos 10 anos. Faculdades particulares possibilitaram para esse aumento colocando mensalidades acessíveis. O governo contribuiu com programas como o ProUni (Programa universidade para todos) e agora promovendo o Fies ( Programa de financiamento estudante - assim o estudante pode fazer o curso e financiar em parcelas que cabem no seu bolso mesmo depois de concluir a graduação) .

    Porém o “xis’ da questão vem agora, depois que a pessoa se forma, depois de um longo período se dedicando aos estudos é hora de trabalhar, correto? Infelizmente é agora que a dor de cabeça começa a piorar, o AVM foi entender realmente se para as empresas o que importa mais é saber aonde o candidato fez seu curso ou o conteúdo que ele tem. Conversamos com uma especialista no assunto a Técnica em Recursos Humanos Nathalie Monteiro. Acompanhe essa nossa conversa e crie seus conceitos:

AVM - Sendo direto ao ponto: como funciona o processo de avaliação do candidato no recrutamento?

NATHALIE M - Difere muito, pois existem empresas pequenas que não tem um departamento especializado para essa função. Mas falando das empresas de grande porte como as multinacionais, elas mediam através da psicologia para avaliar a capacidade de cada candidato.

AVM - Segmentando então no sentido de recrutamento, essas empresas seguem a mesma hierarquia?

NATHALIE M - Tudo depende da vaga gerada. O chefe do departamento comunica a necessidade de um colaborador e ai então aciona o departamento de RH. O Recurso Humanos então verifica se há possibilidades de contratação com a diretoria, eles dano um Ok, ai começa a seleção, que geralmente prioriza as indicações além de contar com jornais ou murais.

AVM - Agora, passando a fase de informação da vaga, tendo os candidatos postos na sala para a entrevista, o que realmente pesa mais para a contratação?

NATHALIE M - A Experiência. Se não houver nenhum candidato com uma experiência razoável, é levado em consideração a Formação.

AVM - E nesses casos, se houver 2 candidatos por exemplo, ambos sem experiência pois só se dedicaram a estudar  tendo o mesmo nível de formação, o que leva nessa situação a escolha?

NATHALIE M. - Diversos fatores como Vestimenta, dicção se o candidato fala bem se comunica bem e cursos extras que ajudam muito nessa hora.

AVM - E se os 2 tem a mesma idade, boa apresentação, boa dicção, sem muita experiência, tem a mesma formação, só que detalhe um estudou na Uninove e o outro na Anhembi Morumbi, o que então é avaliado nesse parâmetro?

NATHALIE M. - Uma prova básica sobre o cargo tiraria todas as dúvidas, porém não vamos ser hipócritas, pois se a diferença compete com uma universidade pública, por exemplo, PUC e uma particular no caso a Uninove sem cogitação que a vaga será mais propensa ao que fez PUC.


NATHALIE M.  - Só que deixo o incentivo a todos que ai entra a questão do esforço individual de cada aluno, extraia do seu professor o máximo que puder, pesquise, se atualize busque ferramentas, cursos extras-curriculares. Se prepare, pois infelizmente o mercado de trabalho é exigente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!