7.7.11

Cidade Underground

por LiLy Vieira

As Rainhas do Soul

     É com imenso prazer que o cidade underground de hoje é dedicado às musas do Soul music, as mais belas vozes femininas que marcaram e marcam a história da musica popular internacional. Preparei uma matéria recheada de detalhes sobre três dessas musas que fizeram do Soul um ritmo ainda mais admirável.Estamos falando de Aretha Franklin, Amy Winehouse & Adele Laurie.


 
Aretha Franklin 

   A rainha do soul, Aretha Franklin, nasceu no dia 25 de março de 1942 em Memphis. Filha do reverendo C.L. Franklin começou a cantar ainda pequena na Igreja em Detroit onde seu pai trabalhava. Aos 14 anos, gravou pela primeira vez música gospel e fez algumas turnês de divulgação. Com 19 anos, Aretha mudou-se para Nova York, onde fechou um contrato com a Columbia Records escoltada pelo produtor John Hammond.

   Na primeira metade da década de 60, Aretha lançou algumas músicas pela Columbia. A voz impressionava a todos, mas o estilo não era muito familiar, o pop. Em seis anos, ela emplacou apenas um álbum, “Rock-a-Bye Your Baby With a Dizxie Melody”. Era preciso mudar de gravadora, a cantora assinou um novo contrato com a Atlantic e, amparada pelo produtor Jerry Wexler, começou a cantar soul e R&B.

   O lançamento de “I Never Loved A Man (The Way I Love You)” mostrou o lugar de Aretha no mercado fonográfico: o topo. Com isso, montou uma banda profissional e se tornou um símbolo da música negra no mundo. Foram milhões de discos vendidos e hits como “Respect”, “Baby I Love You”, “Chain of Fools”, entre muitos outros. Com a canção “Respect”, Aretha ainda recebeu dois Grammys.

    A cantora passou por problemas pessoais no início da década de 70, mas que não atrapalharam os seus objetivos com a carreira.
Aretha continuou a emplacar hits, Como “Bridge Over Troubled Water”, “Don’t Paly That Song” e “Spanish Harlem”. A partir daí, marcou presença no Grammy entre 1969 e 1975. No final da década de 70 o cenário de sucesso da cantora mudou.

    Os três últimos álbuns não fizeram o sucesso que ela estava acostumada. “La Diva” foi lançado em 1979, mesmo ano em que seu pai foi assassinado. Em 1980, foi a hora de dar a virada na carreira, quando estreou nos cinemas, no filme “The Blues Brothers”, o que a apresentou a um público mais jovem. No mesmo ano, mudou de gravadora e foi para a Arista Records, que a colocou de às paradas musicais graças à música “What A Fool Believes”.

    O disco seguinte, “Love All The Hurt Away”, trouxe um dueto com George Benson, mas não repetiu o sucesso do anterior. Foi preciso chamar os famosos produtores Luther Vandross e Marcus Miller para colocar Aretha no topo das paradas R&B. Eles foram os responsáveis pelos dois discos seguintes, “Jump To It” (1982) e “Get It Right” (1983).

    “Who’s Zoomin’ Who?”, lançado dois anos depois com produção de Narrada Michael Walden, se tornou o disco de maior sucesso pela Arista. Aretha retornou às paradas e ao Grammy com a música “Freeway of Love”. No disco “Aretha”, ela fez o dueto “I Knew You Were Waiting (For-Me)” com George Michael e, com esse e outros sucessos, Aretha foi a primeira mulher incluída no Rock and Roll Hall of Fame.

     No meio de todo o sucesso, Aretha precisou lidar com a tragédia de perder dois irmãos e seu empresário em 1988. Apesar do sofrimento, Aretha voltou ao estúdio. Além de seus discos, ela cantou para Bill Clinton em 1993 e participou da trilha sonora do filme “Falando de Amor”. Ficou um tempo parada, mas voltou em 1995, quando recebeu o prêmio especial no Grammy “Lifetime Achievement”. Em 1998, lançou “A Rose Is Still a Rose”, que foi bem criticado na época.

     Aretha foi novamente convidada para participar da nova versão do filme “Blues Brothres 2000” e para a trilha sonora, a cantora re-gravou “Respect”. Ainda em 1998, a cantora lançou “The Queen Of Soul” e esteve no projeto especial do canal VH-1, “Divas Live”, ao lado de Celine Dion, Mariah Carey, Gloria Stefan e Shania Twain. O show foi apresentado pelo canal e lançado em CD e DVD, o que mostrou ao público que Aretha ainda era a rainha do soul.

     Para encerrar a década, Aretha substituiu no último minuto o cantor Luciano Pavarotti na cerimônia do Grammy 98. Ela cantou o que estava no programa, um trecho da ópera Nessun Dorma. Após um período afastada, Aretha voltou aos palcos para a gravação do “Divas Live” em 2001.
Desta vez com Janet Jackson, Mary J. Blige, Jill Scott e Backstreet Boys.

    
Depois de 5 anos sem gravar a diva do soul music lançou em 2003 o álbum “So Damn Happy”, com faixas como “No Matter What”, “Everybody Somebody's”, além de “Wonderful”, que lhe rendeu novamente um Grammy na categoria R&B. O disco é o décimo segundo da carreira da cantora.





Amy Jade Winehouse

    Amy nasceu em 14 de Setembro de 1983 numa área suburbana de Enfield, Londres, Numa família judaica de quatros elementos com tradição musical ligada jazz. Cresceu no subúrbio de Southgate e fez os estudos na instituição de ensino Ashmole School. Por volta dos dez anos, Winehouse funda uma banda amadora - e de curta vida útil - de rap chamada "Sweet 'n' Sour, as Sour". Ela descreveu a banda como sendo "the little white Jewish Salt 'n' Pepa" ("a pequena Salt 'n' Pepa judaica").Ganhou a sua primeira guitarra eléctrica aos 13 anos de idade e por volta dos 16 anos, já cantava profissionalmente ao lado de uma amiga cantora de soul, Tyler James.

    O seu álbum de estreia, "Frank" (2003), foi indicado para o Mercury Music Prize. Em 14 de fevereiro de 2007 ela ganhou um Brit Award por Melhor Artista Feminina Britânica entregue pela Baby Spice, Emma Bunton.
O seu segundo álbum, "Back to Black", foi o disco mais vendido de 2007 no mundo inteiro.

      Durante o EMA 2007, Amy recebeu um prêmio surpresa: Foi feita uma votação entre os artistas de mais destaque nesse ano para saber qual o artista que merecia ganhar, tendo sido Amy a mais votada. Artistas como Rihanna, Chris Brown e Fergie disseram que ela merece uma vez que é original, tem uma voz incrível e um ritmo único.

      Foi nomeada para seis Grammys pelo álbum Back to Black, o mais vendido na Grã-Bretanha ano de 2007 com 1,8 milhão de cópias, e mais de 1 milhão de cópias nos Estados Unidos.Amy conquistou milhares de fãs com sua bela voz que encantou a todos , com tanto talento não podia passar por desapercebido.

    

      Mais como diz o ditado “Tudo que é bom dura pouco” Amy teve uma vida muito turbulenta, Casou-se com Blake Fielder em 2007. O marido de Amy cumpria prisão temporária devido a uns incidentes ocorridos, Para piorar Amy também foi pressa nos anos seguintes devido ao uso ilegal de drogas. Com tantas idas e vindas Amy acaba se divorciando de seu marido, e anda não parou por aí , Amy se envolveu em mais escândalos mais o pior deles foi seu envolvimento com as drogas que Praticamente há destruiu , tentou por diversas vezes se internar em clínicas de reabilitação, mais não adiantou ela continuou usando drogas, em alguns shows realizados em suas turnês Amy apresentou aparentemente Bêbada, nos últimos show estava totalmente debilitada mal conseguia cantar.

       Hoje em dia Amy tem sua via tumuada devido as drogas , não está mais valorizada quanto há uns anos atras, apasar de seu belo talento  está sendo disperdiçado por Drogas amy esta em uma clinica de reabilitação , quem sabe um dia uma  das vozes mais bonitas do pop internacionacional volta a ativa , esperamos que  sim porque um talento desse não deve ser disperdiçado por tão pouco!.

Adele Laurie Blue Adkins

         Também conhecida apenas por Adele, foi premiada com o Brit Awards em 2008 pela crítica. Em 2009, ela ganhou 2 Grammys como artista revelação e melhor performance pop feminina. No ano passado, lançou seu segundo álbum chamado 21.  Falar em  Adele é lembrar de uma coisa: seu peso. Muito se comenta sobre o fato dela ser uma das poucas cantoras “plus size” atualmente.
    Na Inglaterra, sua terra natal, ela já foi considera a nova Amy Winehouse, não precisamos dizer por que !


s A Careira: Adele atraiu a atenção da XL Recordings com suas três demos no seu perfil no MySpace e acabou por assinar com a gravadora. Desde a sua estréia, o álbum 19 de Adele foi aclamado pela critica e foi um sucesso em vendas. O álbum estreou em número um e recebeu três certificações de platina no Reino Unido. Sua carreira de sucesso nos Estados Unidos começou após uma apresentação sua no programa Saturday Night Live em 2008. Adele lançou seu segundo álbum 21 em 24 de janeiro de 2011 na Inglaterra e em 22 de fevereiro nos Estados Unidos. O álbum foi um sucesso comercial e com a crítica, vendendo 208 mil cópias na primeira semana de vendas no Reino Unido estreando em primeiro lugar na UK Albums Chart e também liderou as paradas de vendas em vários países. O CD também estreou muito bem nos Estados Unidos alcançando a primeira posição na Billboard 200 vendendo 352 mil cópias na primeira semana.


      Depois de uma aclamada performance ao vivo no BRIT Awards de 2011, a canção "Someone Like You" chegou ao primeiro lugar das paradas de sucesso no Reino Unido, enquanto o álbum também permaneceu como número um no país. A Official Charts Company anunciou que Adele é a primeira artista a alcançar, ainda viva, a ter uma canção e um álbum como número um ao mesmo tempo na Inglaterra desde Os Beatles em 1964.

      O Parelelo que podemos fazer entre estas três cantoras do gênero pop Soul  é que todas tem um talento maravilhoso , e claro como todos nós elas tem problemas o que pode diferenciar de cada uma delas, e quais se deixam cair pelos problemas e quais lutam para não ser derrubadas pelos problemas. Em geral nenhuma delas conquistou sua fama e seu publico sem correr atras , o trabalho delas devem sim ser valorizado porque cantoras do genero delas estão ficando cada vez mais raros de encontrar, como eu disse acima tanto talento assim não deve ser disperdiçado por tão pouco! O soul ainda terá muitas histórias pra contar. Enquanto isso escute essas divas do soul e aprecie !


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!