24.8.11

Questão de Notícia

    por Dedé Vieira
 Que não comecem os jogos...    
      Muito se diz de uma economia quase que admirável numa fase em que as bolsas mundiais estão em seria crise. O que se especula então é sobre investimentos para os acontecimentos esportivos como a Copa do Mundo em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016. Obras atrasadas põem em risco a confiança dos brasileiros de verem o País cediar um bom espetáculo. Se for suspeita, agora se cria uma preocupação seria, pois o Ministério Publico Federal (MPF) investiga a corrupção no ministério do turismo onde houve desvio de dinheiro público que se destinava a capacitação de profissionais para a Copa.
      Os R$1,1 milhão foi repassado a Associação Brasileira de Transportes Aéreos Regionais (Abetar) para qualificar profissionais de empresas aéreas e dos aeroportos regionais, porém, o ministro do turismo prorrogou o chamado convênio para possibilitar que a Abetar conclua os cursos com o dinheiro que ficou em caixa no valor de R$ 553,8 mil. Na investigação feita mostra indícios de uma má aplicação da renda pela Abetar, além de superfaturamento, favorecimento de diretores da entidade e empresas fantasmas.
       Segundo o MPF, a diretoria da Abetar contratava empresas ligadas ao presidente da entidade sem licitação para executar serviços previstos no contrato. A grande dificuldade agora é distinguir o que realmente foi feito do que foi desviado dos cofres públicos, a Abetar é claro negou qualquer irregularidade na destinação do dinheiro público. O que sabe então é que há muito o que fazer e se as coisas continuarem nesse ritmo, qual será a mascará que vão apresentar para nós?
Ministro do Turismo, Pedro Novais, acusado também de ser responsavél por irregularidades apuradas pela operação Voucher, da Policia federal, que levou 36 pessoas a prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!