31.10.11

Vida&Estilo

A Cara do Luxo

Luxo, do latim LUXUS, que significa em português luz, abundância, brilho.
Sonhar alto, alto de verdade. 

O que passa pela sua cabeça quando falamos do luxo?

       Relembrado na história e sempre muito tradicional devemos sempre recordar o passado, anos 30 e 40 em que produtos comprados naquela época duram até hoje, produtos de qualidade extrema. Essa definição de luxo varia muito na história, antigamente - bem antes dos anos 30 e 40 - o luxo era necessário ser feito para honrar deuses acumulando bens e riquezas em forma de agradecimento a eles. Ou para os egípcios em que o luxo era obter grandes mansões fabricadas com materiais raros como ouro e marfim.


      Viver o verdadeiro luxo custa muito caro e para nós, meros mortais, coisasimpossíveis até de acontecer, para eles é algo muito comum. Freqüentar bons restaurantes, conhecer pessoas influentes, ter o mais recente lançamento – ou até mesmo antes de serem lançados - ou viagens impossíveis de acontecer, talvez o luxo tenha mudado de cara. Bolsas, sapatos, acessórios, vinhos e serviços personalizados e cada vez mais pessoais, têm encantado a classe B que tem consumido esse mercado cada vez mais.

     Sempre ligado a marcas antigas como Louis Vuitton desde 1854 ou a revolucionária dos anos 20 Chanel, Gucci fundada em 1921 e Hermés mais antiga desde 1837, e no Brasil ramos de hotelaria tem entrado para este conceito, como Fasano e Emilliano. Aumento para o mercado brasileiro, só no ultimo ano, crescimento de 41% e para a economia nacional é um salto, gerando novos empregos e o trazendo novas marcas para o país.

     Hoje ele tem o significado de criar emoções e desejos, poder ter o raro é algo almejado por todos, ou quem não gosta de ser único, quem não gosta de ter algo que só você tem? Serviços além de marcas, serviços personalizados e feitos especialmente para você

    Será que ele realmente tem o mesmo significado para todas as pessoas? O luxo é algo pessoal, ele pode ser tudo isso citado acima, ou talvez ele possa estar presente em coisas simples da vida. Faltar ao trabalho, talvez comprar um presente para o seu filho, ou simplesmente não ter preocupações em casa, no trabalho ou no relaciomento. Vale tudo pelo luxo.

    Talvez ter tudo o que o verdadeiro luxo oferece não vale a pena quando enxergamos as coisas simples da vida que podemos ter. Ou talvez o verdadeiro luxo não seja apenas o encanto e o charme, mas algo a ser mais pessoal e ligado ao seu interior. O verdadeiro luxo é transformar aquilo que nos é importante, realidade.


Assista mais sobre o Tema no Canal Luxomais



Produção de matéria/Colunistas:
Aline Miessa 
Stéphanie Fontes



Chique é ser pensante


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!