23.12.11

Vintage Cultural

por Jéssely Diamente

               Com certeza você já ouviu muitas superstições, e talvez até siga algumas... Mas o ponto em questão é: Você se considera uma pessoa supersticiosa, ou apenas segue os padrões que a sociedade molda? Para chegar á uma conclusão, é preciso primeiramente saber a origem de algumas das superstições mais conhecidas.

Sexta-feira 13
*Existem duas lendas envoltas dessa superstição, ambas partem da mitologia nórdica. Uma das lendas é protagonizada pela deusa do amor Friga. Quando as tribos nórdicas se converteram ao cristianismo, a personagem foi transformada em uma bruxa e exilada no alto de uma montanha. Atrás de vingança, Friga passou a se reunir, todas as sextas feiras, com outras 11 feiticeiras, mais o próprio Satanás, num total de 13 participantes, para distribuir pragas sobre a humanidade.
*Outra lenda diz-se que foi organizado em Valhalla (morada celestial das divindades) um banquete para 12 convidados. Porém, Loxi (espírito do mal e da discórdia) apareceu sem ser convidado e armou uma briga que ocasionou a morte de Balder, o favorito dos deuses. A partir daí o número ficou marcado como símbolo do azar.

Bater na Madeira
*Está diretamente associada com a crença de que árvores eram a morada dos deuses, dessa forma todas as vezes que sentiam-se culpados de algo batiam na madeira como forma de invocar os deuses e pedir perdão.
*Também está relacionada com a crença celta, onde seus sacerdotes batiam na madeira como forma de afugentar espíritos ruins, acreditando que as árvores consumiam demônios.

Sete Anos de Azar
* Essa talvez seja a mais popular superstição conhecida. Existem muitas crenças envolta desse objeto: espelho. Acredita-se que o reflexo é a alma da pessoa passível de perigos e acidentes como o próprio corpo físico.
* Não avistar a imagem pessoal no espelho é denúncia indiscutível de que a alma está condenada a desaparecer.
*Quebrar o espelho é o mesmo que despedaçar a própria alma, e, portanto resulta em sete anos de azar.
* Não se fala diante do espelho.
*Não se deve olhar o espelho durante a noite. 
*Quando alguém morre, cobre-se o espelho na primeira semana do falecimento.
* Um espelho que se parte inexplicavelmente anuncia a morte de uma pessoa da casa.

Passar Debaixo da Escada
*Outra superstição bem conhecida e praticada por muitas pessoas. A escada é um símbolo de enaltecimento, subida, elevação, sendo assim, passar por debaixo dela significa renúncia e dessa forma perda da sorte.

Gato Preto
*Superstição que teve início na Idade Média, onde as pessoas acreditavam que os felinos devido á seus hábitos noturnos possuíam pacto com o demônio, principalmente se o gato fosse da cor negra, uma vez que essa cor era associada ás trevas. O clássico conceito de bom e mal.
Colocar Flores na Sepultura
*Essa é uma superstição praticada por praticamente todo mundo, e a maioria não tem idéia de onde se originou. A coroa circular colocada sobre a tumba ou a porta principal do cemitério, encerrava de forma simbólica o espírito e impedia-o de voltar. Embora hoje o ato de se colocar flores em tumbas seja mais como uma mostra de afeto, a intenção original era bem diferente.

               Existem muitas outra superstições que cercam nosso cotidiano, sendo que a maioria delas tem origem nos povos pagãos e estão relacionadas diretamente com o ocultismo. Vale á pena conferir a origem de determinadas ações antes de realizá-las.

Fica a Dica!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!