19.5.13

'Peripécias' com Dedé Vieira

Estrelas no Chão

Venho do horizonte, onde
lá brilham peles destorcidas
em raízes rasa, sólidas.
preencho a noite
com luzes artificiais, sociais.
Estrelas que caíram do céu?
Venho do horizonte, longe
daqui não se houve tiros
estilhaços, vidros quebrados
daqui amanhece, reconheço
que belas, são elas - estrelas - 
que não estão acima da nuvens
mas em solos tão só
dessa cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!