2.8.13

Por Detrás da História! hoje com: Dedé Vieira

Explica o enredo da historia pra começar
Dedé Vieira - Os Mistérios de Lanna Mitchel é o meu primeiro conto policial, onde protagonizo na história uma garota inglesa que consegue realizar seu maior sonho de ser Detetive policial. Acontece que essa realização profissional é marcada por uma onda de suicídios que ela sozinha consegue desvendar, a trama então se passa em cima desses suicídios pois eles aconteceram consecutivamente em 13 semanas no mesmo dia e mesmo horário. Então a idéia é desvendar o porquê dos suicídios e como uma jovem garota recém formada conseguiu desvendar esses mistérios sozinha.

Como surgiu essa história?
 Dedé Vieira - Surgiu na elaboração da pauta da semana para o Categóricos. Toda semana eu tenho uma coluna onde escrevo crônicas, que são sátiras por meio de uma análise jornalística, só que eu faço um pouco diferente. Eu escrevo voltado para o lado literário, ou seja, escrevo crônicas em forma de poemas. Eu tenho que entregar duas crônicas toda semana e nessa eu precisava escrever sobre a ostentação material, foi quando surgiu a ideia de escrever um conto desse nível e embarquei nisso.

Qual a mensagem que o leitor vai encontrar ao ler a História?
 Dedé Vieira - Uma mensagem de valores morais sobre até que ponto se precisa ir para conseguir o que se quer. Dinheiro é tudo que há? Bens materiais são maiores que a própria vida? Essas questões eu levanto no conto.

É difícil escrever um conto policial?
 Dedé Vieira - Muito difícil, por que se trata altamente de suspense e quando falamos em suspense falamos em envolver o leitor a querer saber o resto da história, ser interessante. Um conto policial tem esse objetivo, não pode ser uma história clara, objetiva, tem sempre que ficar nas entrelinhas, ser feita com detalhes, mexer com a curiosidade. E manter isso que é o “XIS” da questão, manter esse suspense que dificulta um pouco a coisa.

Podemos esperar uma continuação dessa história?
 Dedé Vieira - Eu quero que sim, mas tudo vai depender do publico, se os leitores aceitarem bem a história, se o retorno for o esperado, começarei os trabalhos para dar sequencia nesse conto, mas caso contrario permanecerá assim sem uma possível continuação. História pra continuar tem só depende dos leitores quererem mais.



Mande perguntas para Dedé Vieira pelo twitter @literturaCTGC ou pelo Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se é Arte, é Categóricos!